segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Gabriel Vieira será o novo técnico do Bangu


Gabriel Vieira (foto), de 43 anos, será o novo técnico do Bangu. Ex-goleiro, formado no Botafogo no qual fez parte do elenco campeão estadual em 1989 (naquele gol histórico do Maurício com passe do... Mazolinha, que não é o do Bangu), e com passagens por Bragantino, América de Natal, Americano de Campos, Fluminense e Sampaio Correia, do Maranhão, volta à Moça Bonita após três anos e cinco meses. Ele comandou o alvirrubro na Copa Rio de 2007, com números expressivos: 17 jogos, 11 vitórias, 3 empates e apenas uma derrota, quando o time - que só em uma partida não fez gol - marcou 34 vezes e sofreu 12. Gabriel começou a sua carreira de treinador no Guanabara Esporte Clube e também dirigiu America e Madureira. O novo técnico banguense encontrará a partir desta semana um cenário bem diferente em termos de estrutura e um ambiente melhor do que aquele que trabalhou em 2007.

Fabio Menezes (Coluna Visão de Radar - Papo Esportivo)

Mazolinha retorna à base


Não é a posição oficial do clube anunciada, mas posso garantir que Mazolinha (foto) não dirigirá o Bangu no próximo estadual. Segundo o presidente Jorge Varela, Edson de Souza Nogueira, uma das figuras mais admiradas e, para muitos, alçado à categoria de heroi na história recente de Moça Bonita, retornará ao comando do time de juniores para uma reestruturação da base alvirrubra, que ele tão bem conhece e que revelou nomes como Sassá (hoje no futebol português), Somália (que disputou a Série B pelo Paraná Clube e voltará ao clube para o estadual), Thiago Galhardo (que conquistou o seu lugar no time desde a segunda rodada do estadual deste ano) e vários outros. Com uma comissão técnica unida desde a base campeã estadual de juniores em 2008, na época com destaque para Fabricio Abreu e Cleber Val, ano que marcou a volta do clube à Série A, Mazolinha, com aproveitamento de quase 70 % no comando profissional do Bangu, fruto de 23 vitórias, 6 empates e 9 derrotas, em 38 jogos, tem um irmão no Corpo de Bombeiros do Estado, e mostrou que a família tem habilidade inquestionável no assunto. Por duas vezes apagou incêndios de grandes proporções e sempre que assumiu teve o nome gritado pela torcida que o aplaudiu de pé, em vitórias que ele atribuiu sempre ao seu melhor amigo, ‘Papai do Céu’. Injusta e covardemente acusado de paneleiro por uma minoria, Mazolinha só usou a sua panela para dar um molho todo especial a um time que deu caldo: agregador, montou um time com jogadores identificados com o clube e que, por pura infelicidade, não conquistou a Copa Rio, mas que atingiu o objetivo proposto no segundo semestre: devolver o Bangu a um certame nacional da mais alta importância, no caso a Copa do Brasil de 2011. Seja na base do Bangu ou até mesmo em outro clube, pois não faltarão propostas, Mazola e sua equipe de amigos e profissionais têm tudo para seguir trilhando um caminho de muito sucesso.
 

Fabio Menezes (coluna Visão de radar - Papo Esportivo)

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Prefeito Eduardo Paes fala sobre a confirmação do rúgbi em São Januário

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, informou nesta terça-feira que a diretoria do Vasco aprovou o uso de São Januário para as partidas de rugby nos Jogos Olímpicos de 2016, que serão realizados na cidade. Agora, cabe ao conselho do clube cruzmaltino se reunir para referendar a decisão - o que deve acontecer até esta quarta.

Em entrevista à CBN, Paes, que antes tinha dito que adaptaria o estádio de Moça Bonita, em Bangu, para a modalidade, explicou que a declaração foi uma provocação ao Vasco. "Não é possível que até hoje o conselho do clube não tenha decidido ou aprovado o uso de São Januário nas Olimpíadas. A partir da provocação que fiz, me disseram que a diretoria aprovou. O conselho deverá se reunir hoje ou amanhã para decidir", disse o prefeito.

Paes lembrou ainda que o Vasco perdeu a chance de reformar São Januário em 2007, na ocasião dos Jogos Panamericanos. "O Engenhão é fruto da negativa do Vasco. Perdeu-se a oportunidade de se reformar e recuperar São Januário. Não dá para ficar brincando com isso. Com todo o meu amor ao Vasco, não dá para ficar esperando o conselho decidir se vai fazer isso daqui a dois ou três anos. Desde que foi anunciado o rugby nas Olimpíadas, a nossa escolha era por São Januário. Mas o clube precisa aceitar", afirmou o mandatário, que não descartou o uso de recursos públicos nas obras de ampliação no estádio cruzmaltino.

Torcedor assumido do Vasco, o prefeito carioca fez um pedido aos sócios e à diretoria do clube para ceder São Januário. "Teremos restrições de uso da parte social do clube, mas vale o custo. É uma bela oportunidade de o estádio ser melhorado, melhorando o patrimônio do clube. Concessões tem de ser feitas", finalizou Paes.


Fonte: Marca Brasil / Netvasco

sábado, 20 de novembro de 2010

Feminino Juvenil: Vasco perde título estadual para o Bangu

O time feminino sub-17 do Vasco empatou por 1 a 1 com o Bangu na tarde deste sábado (20/11), no Ciaga, resultado que valeu à equipe da Zona Oeste o bicampeonato estadual da categoria. No 1º jogo, em Arraial do Cabo, as meninas cruzmaltinas haviam sido derrotadas pelas banguenses por 1 a 0.

Fonte: NETVASCO

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Definidos árbitros do 2º jogo da final da Copa Rio

SORTEIO REALIZADO NA COAF-RJ NO DIA 18.11.2010 – ÁS 14:00 HS.
PARTICIPARAM DO SORTEIO OS SRS.  JORGE RABELLO, JOSÉ CARLOS SANTIAGO E SERGIO CRISTIANO NASCIMENTO.

COPA RIO PROFISSIONAIS (2º JOGO FINAL)

SENDAS  X BANGU - SENDAS - 20/11/10 - 16:00

ÁRBITRO: WILLIAM MARCELLO DE SOUZA NERY
ÁRBITRO ASSISTENTE Nº 1: LUIZ ANTONIO MUNIZ DE OLIVEIRA
ÁRBITRO ASSISTENTE Nº 2: CLAUDIO JOSÉ DE OLIVEIRA SOARES
*4º ÁRBITRO 1: ANDRÉ LUIZ DA SILVA SOARES
4º ÁRBITRO 2: DANIEL WILSON BARBOSA DE CASTRO
TÉCNICO: SERGIO CRISTIANO NASCIMENTO.

Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Copa Rio: começa a decisão


Em Moça Bonita, Bangu e Sendas fazem o primeiro round na luta pelo título da competição

Após quase cinco meses de disputas, Bangu e Sendas Esporte (SEC) fazem hoje, às 16h, em Moça Bonita, a primeira partida da decisão da Copa Rio. As duas equipes buscam a conquista do inédito título e, de quebra, poder escolher qual competição nacional disputar em 2011: o Brasileiro da Série D ou a Copa do Brasil.

O técnico Banguense, Mazolinha só tem um desfalque: o lateral-direito China, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, recebido na partida contra o Goytacaz. Para o seu lugar, o treinador já definiu que o seu substituto será Gedeílson. No entanto, o treinador terá o retorno de Fabiano Silva na lateral esquerda.

BANGU: Espíndula, Gedeílson, Abílio, Raphael e Fabiano Silva; Marcão, André Barreto, Caboclo (Johnny) e Tiano; Pipico e Alex Alves (Marco Antônio). Técnico Mazolinha.

SENDAS: Felipe, Adriano, Rafael Donato, Domingos Jr. e Paulo Vítor; Fabrício, Serginho, Silvano e Léo Inácio; Jefferson e Léo Sousa. Técnico: Silvinho.

Local: Moça Bonita
Horário: 16h
Árbitro: Wagner dos Santos Rosa

Sérgio Mello (Jornal dos Sports)

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Regulamento da fase final da Copa Rio

Na final (grupo G), as associações jogarão duas partidas, em sistema de ida e volta, tendo a associação de melhor índice técnico, classificada na fase anterior, o direito de escolha do mando de campo.

Será declarada campeã a melhor classificada ao final da segunda partida da última fase.

Nas finais do Campeonato, após o encerramento do segundo jogo, em que venha apontar empate em números de pontos ganhos nessa fase, será declarada Campeã a associação com o melhor saldo de gols, computados nos dois jogos da fase decisiva. Ainda persistindo o empate, a decisão dar-se-á pela cobrança de tiros livres diretos da marca do penalty, na forma prevista pela FIFA para as competições internacionais.

A associação campeã terá o direito de optar por ser indicada à CBF para a Copa do Brasil do ano subsequente ou para Série D do Campeonato Brasileiro do ano subseqüente, e a associação vice-campeã será indicada à CBF para uma das duas competições aqui mencionadas que não tenha sido escolhida pela campeã.


Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro

Definidos árbitros do 1º jogo da final da Copa Rio

SORTEIO REALIZADO NA COAF-RJ NO DIA 11.11.2010 – ÁS 18:30 HS.
PARTICIPARAM DO SORTEIO OS SRS.  JORGE RABELLO, JOSÉ CARLOS SANTIAGO E SERGIO CRISTIANO NASCIMENTO.

COPA RIO PROFISSIONAIS (1º JOGO FINAL)

BANGU X SENDAS - BANGU - 17/11/10 - 16:00

ÁRBITRO: WAGNER DOS SANTOS ROSA
ÁRBITRO ASSISTENTE Nº 1: EDUARDO DE SOUZA COUTO
ÁRBITRO ASSISTENTE Nº 2: SILBERT FARIA SISQUIM
*4º ÁRBITRO 1: SERGIO MANTOVANI CERQUEIRA
4º ÁRBITRO 2: GUILHERME OLIVEIRA KUNTZ
TÉCNICO: SERGIO CRISTIANO NASCIMENTO
*SUBSTITUTO EVENTUAL DO ÁRBITRO.

Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro

Feminino Sub 17: Bangu 1 x 0 Vasco (1º jogo da final)


13/11/10 - Campeonato Carioca Feminino Sub 17.

Vídeo: Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro


Feminino Juvenil: Vasco perde o jogo de ida da decisão por 1 a 0

O Vasco foi derrotado pelo Bangu por 1 a 0 na tarde deste sábado (13/11), no Estádio Hermenegildo Barcelos, em Arraial do Cabo (RJ), no jogo de ida da decisão do Campeonato Estadual Feminino Sub-17. O jogo de volta está marcado para o próximo sábado (20/11) às 15h, no Ciaga. Se as meninas vascaínas vencerem por 2 ou mais gols de diferença, ficam com o título. O regulamento da competição é omisso quanto ao critério de desempate no caso de uma vitória cruzmaltina por 1 gol de vantagem. Se o Bangu empatar ou vencer, fica com a taça.

Fonte: NETVASCO

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Técnico do Bangu pede a presença do torcedor nas finais


Após comandar o apronto com vistas à primeira partida válida pela decisão da Copa Rio, quarta-feira, às 16 horas, em Moça Bonita, o técnico Mazolinha acredita que chegou a hora do torcedor banguense fazer a diferença nas finais da competição.

"Mesmo em casa vamos respeitar o adversário que vem credenciado por uma campanha excelente e, apesar de jovem, tem jogadores de grande qualidade.  O time do Sendas é dotado de muita consciência tática e sabe sair para o ataque em velocidade.  A meu ver será uma decisão com dois bons jogos, e precisamos contar com o apoio do nosso torcedor em grande número nas duas partidas para fazer a diferença, sobretudo na primeira quando nos nossos domínios temos que nos impor e jogar com inteligência para sair com a vitória", afirmou o treinador alvirrubro.

Ainda indefinido, o Bangu tem um desfalque considerável para o primeiro confronto contra o time de São João de Meriti.  Suspenso pelo terceiro cartão amarelo recebido na partida contra o Goytacaz, o lateral-direito China não enfrentará o Sendas e, pela primeira vez, não atuará na Copa Rio. Para a vaga do experiente jogador Mazolinha já definiu que escalará Gedeílson.

"Perder o China era algo com o que eu não contava.  Pela experiência e função no time em toda a nossa caminhada até aqui, ele representa muito para todos.  Foi dele o cruzamento para o gol do André Barreto que nos garantiu na final e sei que o Gedeílson, pela personalidade mostrada nos jogos em que entrou, vai dar conta e jogar à altura do China.  Terei a volta do Fabiano Silva na outra lateral e, as outras posições só serão definidas momentos antes da partida", explicou.


Duelo contra o Sendas marca reencontro de velhos conhecidos


A partida desta quarta-feira colocará frente à frente os capitães Marcão e Léo Inácio que, juntos, disputaram o campeonato estadual de 2003 pelo Fluminense, quando foram vice-campeões.  O volante banguense garante que o reencontro, acima de tudo, é mais um motivo para que a atenção seja redobrada.

"O Léo (Inácio) é um jogador de grande visão, muita categoria, e de lançamentos precisos.  Jogou em grandes clubes e é por onde começam as principais jogadas do Sendas, o que é mais um motivo para seja vigiado e tenha o mínimo de espaços para criar", garante o capitão do Bangu.


Serviço

Serão 2.050 ingressos disponíveis e, a partir de terça-feira, os ingressos antecipados poderão ser adquiridos na secretaria do Estádio Proletário Guilherme da Silveira Filho, das 9 às 17 h.  No dia da partida, a venda começará às 14 horas, com arquibancada inteira no valor de R$ 10,00 e meia-entrada valendo para sócios e idosos, assim como para o torcedor com a camisa do Bangu, que pagará R$ 5,00 no Portão 1.

Fabio Menezes - Assessoria de imprensa Bangu AC